Hunter X Hunter: A perfeição do Nen como sistema de super-poderes:

Super-poderes: A causa e a solução de todos os problemas de histórias que girem em torno de batalhas. Ao mesmo tempo em que são parte grande do apelo que temos pelas batalhas, é um trabalho difícil. Poderes precisam ser equilibrados, uma desigualdade muito grande entre poderes bostas e poderes apelões pode tornar as batalhas ou maçantes ou forçadas dependendo de quem ganha. Poderes costumam vir de uma fonte comum, se o personagem ganhou seus poderes, por radiação de um meteoro, então é provável que a maioria dos personagens que tenham poderes tenham recebido poderes do meteoro, aí temos que explicar porque que tantos personagens estavam em volta do maldito do meteoro.

O número de personagens de Ranma 1/2 que acidentalmente caíram numa das poças encantadas é improvavelmente alto.
O número de personagens de Ranma 1/2 que acidentalmente caíram numa das poças encantadas é improvavelmente alto.

Poderes repetidos podem rapidamente se tornar maçantes, então se muitos personagens tiverem poderes, logo o autor vai começar a ter que ser realmente original para criar novos poderes, e ter uma boa versatilidade em sua obra. Eles tem que ter verossimilhança, eles precisam ter alguma limitação, e por aí vai.

Miss Valentine e Machvise, dois personagens em One Piece com poderes tão parecidos que são praticamente iguais.
Miss Valentine e Machvise, dois personagens em One Piece com poderes tão parecidos que são praticamente iguais.

Nada disso é uma regra. Um autor talentoso pode ter um monte de poder repetido e desequilibrado cada um com uma origem diferente e mesmo assim ser uma obra foda. Não existem regras, mas é um tema delicado, que pode facilmente corromper uma obra.

O que não é um pecado. Nenhuma obra deveria depender de ter super-poderes interessantes para ser boa. Depender demais da luta e ter pouco foco no resto não é saudável também. Mas ainda sim, poderes interessantes e originais tem um bom apelo e agregam muito valor uma obra.

Toda essa introdução para eu poder enumerar os motivos pelo qual eu acho que Hunter X Hunter é o mangá que zerou o conceito de super-poderes criando um sistema em que é ao mesmo tempo que é muito focado na lógica e em fazer sentido também é versátil o suficiente para permitir que qualquer coisa seja possível. Ao mesmo tempo é algo que qualquer um pode aprender, e que expressa ao máximo a individualidade dos personagens.

HunterXHunter

Hunter X Hunter é um mangá, criado por Yoshihiro Togashi – um dos poucos quadrinistas a quem eu atribuo o título de gênio – que se passa em um mundo onde pessoas com o trabalho de “hunter” partem ao mundo para caçar, pesquisar e proteger aquilo que eles consideram valioso, como se fossem aventureiros profissionais. Para conseguir ser hunters profissionais, eles precisam da aprovação da Associação Hunter, em um exame extremamente concorrido de onde só uma grande minoria passa. Porém, mesmo passando no teste e sendo reconhecidos pela Associação, você só se torna um hunter oficial depois que você aprende o nen, pois antes disso mesmo sendo oficial, ninguém vai contratar um hunter que não manja de nen.

Uma barreira de Nen feita para que quem não domine o Nen não consiga passar.
Uma barreira de nen feita para que quem não domine o nen não consiga passar.

Nen é o sistema de super-poderes do mundo desse mangá. Ele é apresentado como um conhecimento que todo mundo nasce com o potencial para pôr em prática, mas a maioria não tem consciência disso para fazê-lo. Os hunters, uma profissão de elite no mundo, necessitam desse conhecimento para serem considerados essa elite.

Embora existam os que colocam o conhecimento em prática inconscientemente sem notar.

Pessoas que usam o nen inconscientemente costumam ser chamadas de gênios.
Pessoas que usam o nen inconscientemente costumam ser chamadas de gênios.

O nen é a noção de estar consciente e no controle da própria aura. Ser capaz de sentí-la, observá-la, e controlá-la. Isso na sua forma básica é, aumentar ou apagar sua aura, expandí-la, controlá-la e ter um controle e auto-conhecimento. Na sua forma avançada, é usar a sua aura para fazer…. praticamente qualquer coisa, e essa é a beleza do nen.

Os seis tipos de aura:

Grafico

O processo de dar um uso prático para a aura, chamado de Hatsu, consiste em explorar uma ou mais dos seis tipos de aura que existem. Reforço, Transformação, Manipulação, Materialização, Emissão ou Tipo Especial, sendo o tipo especial uma exceção que raramente é posta em prática. Os outros cinco tipos qualquer um é capaz de colocar em prática, e usar sua aura para materializar coisas, manipular coias, reforçar coisas, e por aí vai.

Os personagens costumam descobrir qual o tipo de nen que eles pertencem, vendo a reação de um copo de água com uma folha, quando em contato com a aura.
Os personagens costumam descobrir qual o tipo de nen que eles pertencem, vendo a reação de um copo de água com uma folha, quando em contato com a aura.

Embora todo mundo possa usar os cinco tipos que não o especial, todo mundo também nasce propenso a ter um tipo que é mais hábil. Mais ou menos da mesma maneira em que a maioria das pessoas nasce destra ou canhota. Ela pode usar as duas mãos, mas com uma ela é muito mais hábil.

E assim como existem ambidestros, existem casos que dominam mais de um tipo de nen igualmente. Apelões da porra.
E assim como existem ambidestros, existem casos que dominam mais de um tipo de nen igualmente. Apelões da porra.

Juntos, reforço, transformação, manipulação, materialização e emissão podem ser explicados para encaixar o poder de qualquer personagem da ficção na lógica do nen. E para os que não encaixa tem o tipo especial, aonde estão os poderes que não se encaixam em nenhum outro. As vezes os mais apelões de todos, e as vezes não. Não necessariamente apelões.

Neon possue o nen de tipo especial, e pode prever o futuro dos demais através de poemas super metafóricos.
Neon possue o nen de tipo especial, e pode prever o futuro dos demais através de poemas super metafóricos.

Isso faz com que quaisquer personagens ao aprender a controlar a aura, possa fazer qualquer uso dela, manipulando coisas ou materializando coisas, e tal, mas eles têm uma aptidão natural a ser melhores em um desses aspectos, isso impede a repetição de poderes. Mas ao mesmo tempo, conceitos como “manipular as coisas” é muito genérico, e isso poderia facilmente virar uma grande putaria. Mas não vira por um motivo.

Requer muito treino:

ZushiTreinando

Porque as coisas não são tão simples. Um personagem que queira materializar uma espada, não pode simplesmente chegar e pensar em uma espada e pimba! Tem uma na mão dele. Isso seria banal. Ou melhor dizendo, ele pode, mas é um conceito dificil pensar em uma espada, a maioria de nós não consegue pensar em uma de repente. Afinal, o usuário de nen nesse caso não pensaria no mero conceito de espada, ele pensaria em uma específica: ela teria um peso específico, um tamanho específico, um design específico, e ele meio que pensaria em tudo isso ao mesmo tempo para ele poder materializá-la.

Kurapika que materializa correntes, treinou para isso passando todo seu tempo livre tocando em correntes, sentindo correntes, desenhando correntes, vivendo com correntes e até memorizando cheiro e gosto de correntes.
Kurapika que materializa correntes, treinou para isso passando todo seu tempo livre tocando em correntes, sentindo correntes, desenhando correntes, vivendo com correntes e até memorizando cheiro e gosto de correntes.

Em Hunter X Hunter, os personagens treinam muito para poder colocar em prática o nen. E embora ele seja algo muito versátil, e te dê possibilidades inúmeras, cada possibilidade vai exigir um grande esforço mental e um bom tempo de treinamento para ser colocada em prática, o que faz com que os personagens do mangá costumem ter um poder, ou no máximo dois. Com raras exceções eles têm três e olhe lá. Não é uma putaria.

Meleoron tem três poderes. Um que todos conhecem, para servir de fachada. E outros dois que ele se esforça muito para que ninguém conheça, pois são seus trunfos.
Meleoron tem três poderes. Um que todos conhecem, para servir de fachada. E outros dois que ele se esforça muito para que ninguém conheça, pois são seus trunfos.

Embora alguns personagens achem que seja, mas eles pagam pelo vacilo. De crer que sua habilidade virá com facilidade.

Cheetu improvisou essa besta e a materializou de repente em uma luta. Se ele tivesse pensado com calma, perceberia que uma besta era um tipo de arma que não trazia nenhuma vantagem pra ele, e esse ato impulsivo lhe prejudicou na luta.
Cheetu improvisou essa besta e a materializou de repente em uma luta. Se ele tivesse pensado com calma, perceberia que uma besta era um tipo de arma que não trazia nenhuma vantagem pra ele, e esse ato impulsivo lhe prejudicou na luta.

Então com o Nen você pode fazer qualquer coisa, desde que treine muito pra isso. Mas esse não é o único motivo pelo qual o poder deve ser muito bem pensado. Existe outro motivo muito bom.

Fraquezas:

Kite

Para uma série de lutas funcionar bem, todo poder deve ter uma fraqueza, isso é claro. No caso de Hunter X Hunter, quem escolhe qual é essa fraqueza é o próprio usuário. Afinal quem está decidindo qual será o poder dele, é ele mesmo.

Shoot é um covarde que foge das lutas sempre que possível. Por isso ele definiu que seu poder só poderia ser usado contra alguém que ele já feriu, para Shoot só usá-los em lutas que ele sabe que conseguirá lutar.
Shoot é um covarde que foge das lutas sempre que possível. Por isso ele definiu que seu poder só poderia ser usado contra alguém que ele já feriu, para Shoot só usá-los em lutas que ele sabe que conseguirá lutar.

Mas um minuto. Porque alguém colocaria uma fraqueza em seu poder? O cara está louco? Ele quer ser o mais apelão possível, não quer? Sim, mas justamente, o poder da habilidade é proporcional as suas fraquezas. Então quanto mais difícil for usar a habilidade, mais poder ela terá quando for ativada.

The Skill Hunter é certamente um dos mais potentes poderes da série, capaz de roubar o poder dos demais personagens. Ele precisa cumprir 4 pré-requisitos para fazer o roubo e outros 3 pré-requisitos para usar o poder roubado.
The Skill Hunter é certamente um dos mais potentes poderes da série, capaz de roubar o poder dos demais personagens. Ele precisa cumprir 4 pré-requisitos para fazer o roubo e outros 3 pré-requisitos para usar o poder roubado.

Dando o exemplo do personagem Kurapika, que jurou vingança contra os membros da Genei Ryodan pelo genocídio de seu povo. Ele decidiu usar a Materialização para criar uma corrente, que ele ia usar para acorrentar seus alvos, por motivos simbólicos. Essa corrente tem um poder que ele só poderá usar nos membros do Genei Ryodan, e em ninguém mais. Ele materializou uma faca no próprio coração que vai matá-lo se algum dia ele ameaçar outra pessoa de fora da organização. A limitação de que seu poder só poder ser usado contra 13 pessoas no planeta inteiro, e o risco de que quebrar essa regra significaria perder a própria vida, resultaram nesse poder especifico ser extremamente poderoso e apelão… para os alvos do Kurapika, únicos que tem motivo para temer o poder.

O coração de Kurapika.
O coração de Kurapika.

Agora, saber como limitar o próprio poder e permanecer na vantagem, isso requer muito talento, e é um deleite ver que os personagens de Hunter X Hunter detem esse talento. Meu favorito em particular é o Genthru que explica detalhadamente seu poder de implantar bombas no corpo das pessoas que ele toca enquanto diz a palavra “bomber”, ele explica isso em forma de discurso para inumeras de suas vítimas simultaneamente e explica para elas como que elas podem desarmar essa bomba (tocando nele e dizendo “peguei o bomber”, claro que ele está bem prevenido para impedir que qualquer um toque nele), e a revelação final… a bomba só explode nas vítimas que sabem como o poder funciona. Sem uma maneira de ser desarmada, e funcionando indiscriminadamente, era altamente improvável que ele conseguisse implantar centenas de bombas simultaneamente. Um poder altamente destrutivo.

Bomber se revela publicamente.
Bomber se revela publicamente.

Essas fraquezas específicas e planejadas tornam os poderes mais interessantes de se ver também, até porque, exceto pelo Genthru, os personagens não costumam entregar de bandeja quais são elas.

Por isso em suas lutas, os personagens costumam passar boa parte da luta tentando entender o poder com o qual estão lidando. Não só isso. Embora tenhamos nossos personagens fortes e personagens fracos, é um consenso entre os personagens da série que nunca dá para afirmar quem ganharia uma batalha até saber os poderes dos dois, afinal, nunca se sabe como um poder supostamente fraco pode desarmar um supostamente forte.

Leol sempre usa seu Ipod para escutar seu album favorito durante suas lutas. Isso é por dois motivos, o primeiro é que seu poder só pode ser usado por uma hora, e o album tem exatamente uma hora, ajudando ele a marcar o tempo. O segundo é para desvirtuar a atenção do inimigo, que acredita que a musica tem relação com seu poder.
Leol sempre usa seu Ipod para escutar seu album favorito durante suas lutas. Isso é por dois motivos, o primeiro é que seu poder só pode ser usado por uma hora, e o album tem exatamente uma hora, ajudando ele a marcar o tempo. O segundo é para desvirtuar a atenção do inimigo, que acredita que a musica tem relação com seu poder.

Isso dá versatilidade para as batalhas e uma hierarquia menos fixa de personagens fortes e fracos.

Mas enfim. Notaram que a maneira de desarmar as bombas que eu mencionei é bem parecida com uma brincadeira de Pega-Pega? Pois é, esse é outro elemento importante do nen.

Gosto pessoal:

Jajanken

Seu nen é sua aura. Sua aura é praticamente a sua alma. E isso é uma coisa muito individual. Logo, isso é afetado por tudo que afeta suas emoções. Suas emoções afetam diretamente na potência do seu poder, mas não só isso. A sua satisfação interfere também. Você tem que gostar do seu poder. Quando seu poder possuem elementos que remetem aos gostos pessoais do usuário, o poder se fortalece, pois está mais em sintonia com a aura dele. E isso é lindo.

O poder de Gon é uma reprodução do jogo favorito de Gon, Janken ((Jokempô/Pedra-Papel-Tesoura), onde ele se prepara com um punho fechado e escolhe entre soltar um golpe de pedra, um de papel ou um de tesoura.
O poder de Gon é uma reprodução do jogo favorito de Gon, Janken ((Jokempô/Pedra-Papel-Tesoura), onde ele se prepara com um punho fechado e escolhe entre soltar um golpe de pedra, um de papel ou um de tesoura.

Lembram lá em cima que eu falei que Kurapika escolheu o poder de materializar correntes por simbolismo? Bem, isso foi uma boa, permitiu que as correntes tivesse mais resistência do que se fosse qualquer outro objeto sem esse peso simbolico pro personagem. Ele queria correntes, então correntes fortalecem o poder.

Da mesma maneira, Hisoka, um dos personagens mais sinistros da série, tem o poder de dar a sua aura propriedades parecidas com a de um chiclete, sua aura pode esticar e contrair, e pode grudar nos outros. Esse poder foi literalmente inspirado no chiclete que ele mascava na sua infância, e ele deu ao poder o mesmo nome que o da marca do chiclete: Bungee Gum. Esse chiclete vinha com um brinde que era um adesivo que simulava uma textura, e tinham várias para se colecionar. O segundo poder de Hisoka é o de sob um material fino reproduzir visualmente a impressão de qualquer textura que Hisoka queira. O segundo poder de Hisoka foi inspirado no mesmo chiclete. Inspirar seus poderes em uma memória de infância fortalece seu poder.

O chiclete favorito de Hisoka.
O chiclete favorito de Hisoka.

O que é uma maneira de humanizar seus personagens também. Hisoka é um dos maiores psicopatas da série, um verdadeiro monstro. Porém, saber que detalhes insignificantes como um chiclete da infância tem valor pra ele, abre um lado para vermos ele com mais humanidade. Afinal nós também temos essa relação com doces de nossa infância.

Vai dizer que você não curte no facebook quando alguém comenta que sente saudade daquele chocolate da Mônica que os personagens vinham brancos? Isso é um sentimento muito palpável. Que sutilmente ajuda na humanização e na caracterização de seus personagens.

Por onde anda?
Por onde anda?

Aí nos lembramos como o poder do Genthru parece um jogo de Pega-Pega, e não é só isso, tem vários poderes na série que parecem com jogos que os personagens gostam.

Outro exemplo bom é o de Franklyn, que dispara balas de nen de seus dedos como se fosse metralhadoras. Ele achou que o poder ficaria mais forte se seus dedos fossem fisicamente parecidos com canos de armas e fez uma operação na mão para isso. Em teoria isso não faria diferença, mas o fato de que Franklyn achava que aquilo era legal para o poder dele, fez com que esse detalhe fortalecesse seu poder.

Franklyn e seu poder.
Franklyn e seu poder.

O Nen não só permite, como exige que o personagem coloque muito de si mesmo no poder que ele usa, e por conta disso, o resultado é que os personagens sempre expressam muito de si mesmos na luta, muito de sua personalidade, de sua essência, de sua alma. E para o leitor ver mais sobre o personagem, e perceber melhor sua caracterização através de suas lutas, isso é demais.

E tem mais um detalhe muito interessante do nen.

Continua após a morte:

OlhosEscarlate

Sabem o que eu odeio em obras de fantasia? Odeio mesmo… é a percepção de que quando destruímos o mago, então todos os efeitos da magia desaparecem. Ei, uma magia transformou o jovem Tadeu em um galo, então se matarmos esse feiticeiro, a magia se desfaz, certo? Obvio que não, o que está feito devia continuar feito, e muito mais interessante para um roteiro é o herói ser obrigado a forçar o feiticeiro a fazer uma nova magia para transformar o jovem Tadeu em humano novamente. Isso é muito comum, soluções fáceis para desfazer o dano do antagonista, somente matando o antagonista. É ainda pior se for meramente deixar o antagonista inconciente, como se todos os efeitos de seus poderes sumirem quando ele dorme. Como se apagar o fogo faz com que tudo que ele queimou desqueime.

One Piece me decepcionou recentemente nesse aspecto. Bem tosco.

Sim. Estou falando de você, Sugar. Seu poder é rídiculo.
Sim. Estou falando de você, Sugar. Seu poder é rídiculo.

Enfim, é um clichê que me tira do sério. Por isso não pode conter minha alegria quando descobri que Hunter X Hunter fazia o oposto com o nen.

Em teoria, o nen deveria funcionar exatamente do jeito que eu mencionei odiar, afinal se o combustivel do poder é a aura do personagem, e esta vai desaparecer na sua morte, então o poder deixará de agir sob a vítima, mas não, eis o twist. Existem casos em que o poder some e casos que o poder continua, e isso depende muito da pessoa. Como tudo relacionado a nen, isso é algo muito próprio da individualidade, se os sentimentos por trás do poder, e a motivação por trás da criação dele forem fortes o suficiente, então o poder pode continuar existindo e afetando suas vítimas postumamente, como um legado que o morto deixou para trás.

A faca que Kurapika planta no coração de suas vítimas nunca sumirá, mesmo com a morte de Kurapika.
A faca que Kurapika planta no coração de suas vítimas nunca sumirá, mesmo com a morte de Kurapika.

E isso não é nada. Dependendo do caso, o legado pode ser tão poderoso que o poder se intensifica com a morte do usuário. Como foi o caso de Neferpitou. Que criou seu poder para lutar melhor e proteger o Rei Meruem como guarda real. O poder era manipular a si mesmo como marionete para melhorar suas habilidades de luta. O desejo de proteger o rei era tão grande, que ao morrer, seu poder continuou agindo, manipulando seu cadaver como marionete, e o cadaver dela lutou melhor que ela viva por isso.

Neferpitou e seu poder.
Neferpitou e seu poder.

O nen permite que em Hunter X Hunter, os poderes não sejam meramente modos do personagem lutar, ou algo que facilita a vida do personagem, eles são uma extensão do próprio personagem, um reflexo de sua personalidade, da pessoa que eles são, do que os faz feliz, do que os motiva, do que marca sua existência no mundo. O único outro sistema de super-poderes que permite isso são os stands de JoJo’s Bizarre Adventure, mas os stands têm a desvantagem de não serem poderes que os usuários mesmo criaram.

Não é incomum ao ler o mangá, o leitor se perguntar “qual poder eu criaria?” e isso difere de perguntas equivalentes de outras obras como “qual X-Men eu gostaria de ser?” ou “qual fruto do diabo eu gostaria de comer?”, pois não é só escolher uma entre várias opções, é realmente pensar em qual poder seria uma extensão de você, seria um poder que você faria para você.

21 thoughts on “Hunter X Hunter: A perfeição do Nen como sistema de super-poderes:

  1. Seu blog é muito bom cara, parabéns. Tinha lido um dos seus textos sobre Dragon Ball aqui mas acabei me esquecendo o nome do blog e redescobri ontem por causa do manga².
    Sobre o texto assino embaixo, o único “poderzinho” tão bem trabalhado e coerente quanto o Nen que eu vi é a Alquimia de FMA, e mesmo assim perde por não ter essa “expressão de individualidade” que você ressaltou. Fora aquela bullshit das placas tectônicas. Ah e se permite um chiste sobre o blog, mudar o sistema de comentários pro Disqus seria muito bom. Abraços.

    Liked by 1 person

    1. Um texto muito, muito bom. Você parece que escreveu a materialização de toda síntese que fiz de minhas reflexões sobre HxH kkkk. Reflexões de anos, pois eu assisto o anime desde criança, mas só fui ter plena consciência deste fascínio muito mais tarde.
      Só entendendo as sutilezas da vida é que a gente vai concebendo a ideias do gênio Togashi.

      Desde novo, eu sabia que existia algo de especial nessa série que não havia nas outras, algo transcendental, mas eu ainda não conseguia entender em sua plenitude.

      Muito bem detalhado o seu ponto de vista, izzombie, visto que o instigante mundo de poderes Nen é realmente encantador, “lindo”, de acordo com você.

      Permita-me fazer uma analogia com a percepção de um sábio: chamaria de Alma-Nen, como costuma dizer o místico Osho sobre o corpo-mente. Uma coisa só. Como você disse, o Nen como uma extensão do corpo.

      Foi tão gratificante ler esse texto e ver que podemos compartilhar de algo tão mágico quanto HunterxHunte!.

      Gratidão!

      Liked by 1 person

  2. Adorei o texto, extremamente detalhado.

    É essa racionalidade e complexidade que me fascinam em HxH. Imagino o quanto deve ser difícil bolar tudo isso; até entendo os hiatos do Togashi apesar de odiá-los. rs Mas ele é gênio.

    Só espero que ele conclua esse mangá enquanto eu estiver vivo. Senão ele sofrerá os efeitos do meu nen pós morte. kkkk

    Liked by 1 person

  3. Parabéns Pelo texto!
    incrivelmente detalhado, muito bem escrito e mostra sua paixão por isso (Seja um hobbie ou sua profissão) acredito que o seu nen esteja ligado a isso rs…

    Abraços e continue com o ótimo trabalho!!

    Liked by 1 person

  4. Um texto muito, muito bom. Você parece que escreveu a materialização de toda síntese que fiz de minhas reflexões sobre HxH kkkk. Reflexões de anos, pois eu assisto o anime desde criança, mas só fui ter plena consciência deste fascínio muito mais tarde.
    Só entendendo as sutilezas da vida é que a gente vai concebendo a ideias do gênio Togashi.

    Desde novo, eu sabia que existia algo de especial nessa série que não havia nas outras, algo transcendental, mas eu ainda não conseguia entender em sua plenitude.

    Muito bem detalhado o seu ponto de vista, izzombie, visto que o instigante mundo de poderes Nen é realmente encantador, “lindo”, de acordo com você.

    Permita-me fazer uma analogia com a percepção de um sábio: chamaria de Alma-Nen, como costuma dizer o místico Osho sobre o corpo-mente. Uma coisa só. Como você disse, o Nen como uma extensão do corpo.

    Foi tão gratificante ler esse texto e ver que podemos compartilhar de algo tão mágico quanto HunterxHunte!.

    Gratidão!

    Liked by 2 people

      1. tsubone é provavelmente especialização, algo que não encaixa nas outras categorias, ou tipo muito estranho de conjuração que conjure um objeto que tenha a capacidade de se fundir ao corpo dela, sla, e textura surpresa é basicamente transformar seu nen em uma textura, não sei onde viu falta de sentido nisso

        Liked by 1 person

  5. Muito foda, fera! Tou bolando um sistema parecido com o Nen para um universo adaptado em D&D 3.5 (RPG) e tenho os mesmo pensamentos e conhecimento que você. Em um churrasco vários amigos me perguntaram com o melhor anime/manga pra mim e eu nem exitei em dizer o obvio. Obrigado cara, adorei o texto.

    Liked by 1 person

  6. Isso foi incrível foi uma aula mesmo vendo o anime eu não imaginava tamanha profundidade deste sistema, eu já fiz inúmeros testes e comparações e o melhor sistema é esse mesmo one piece tendo vários poderes eu particularmente escolho o nen. Pelo fato de refletir a alma do usuário, eu por testes descobri que seria do tipo especialização, criaria um poder extremamente único( e claro uma grotesca restrição), então seu artigo esclareceu muitas de minhas dúvidas muito obrigado cara.

    Liked by 1 person

  7. isso tudo e uma besteira a aura e so uma irradicao energetica o corpo mental e astral podem fazer coisa que nenhum mangaka imaginou pra suas fantasias isso e ilusao a realidade e fantastica pra quem a domina 😜

    Gostar

  8. Cada poder em geral tem uma classificação, certo? Tipo, os poderes do Kurapika tem suas classificações para cada utilização, além da materialização! A minha duvida é: A corrente guia (do Kurapika), ela eh um poder de qual categoria? Só da materialização? Eh pq não faz muito sentido, não fazer uma corrente indestrutível, e fazer uma que adivinha coisas…

    Liked by 1 person

    1. A corrente é primariamente materialização. Embora obviamente exija algo de manipulação fazê-las funcionar propriamente, e ele intensifique ela as vezes.

      Acho que uma corrente indestrutível iria requerer uma limitação muito forte. O Kurapika é um cara extremamente focado em um objetivo único, pensando pouco em suas necessidades fora desse objetivo único. E os alvos principais do Kurapika não tem força pra quebrar a corrente, então é como se fosse indestrutível.

      Ao menos é assim que eu vejo.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s