Naruto, Boruto e os conflitos geracionais.

Entre os anos de 1999 e 2014 existiu esse mangá chamado Naruto. E muita gente pirou muito nesse mangá. Em muitos meios ele meio que virou sinônimo do que é um mangá/anime de lutinha tradicional e foi a porta de entrada de um número significantemente grande de pessoas no mundo otaku nos últimos 20 anos.Naruto

Pois bem, conforme ele foi se aproximando de seu final, eu ao menos ficava com a impressão de que o autor não realmente queria terminar o mangá, pois eu sentia que ele sempre tirava do nada um motivo pra não encerrar logo aquela longa e desgastante batalha final.

Por exemplo passar o mangá inteiro vendendo esse mascarado misterioso era o vilão final. Mas aí quando ele é derrotado, resolvem argumentar que o zumbi desse cuzão que morreu anos atrás é o vilão final, mas aí derrotam ele e resolvem argumentar que essa vilã lixo cuja existência explica todo o worldbuilding de Naruto mas que nunca tinha sido citada, ela sim é a vilã final. Para depois que ela é derrotada o Naruto poder fazer seu duelo acerto-de-contas com Sasuke e só então acabar o mangá. Dava pra ter feito com 30 capítulos a menos, mas não bastava terem plot-twists de quem era o vilão o tempo todo, como cada revelação nova de vilão vinha com transformações em seres místicos que transcendem a realidade e transplantes de olho constantes…. desgastante.

Obito
O que eu achei que ia ser o vilão final.
TeamEvil
O que realmente foi.

Pois bem, depois de trocar três vezes de ideia quanto a quem era o antagonista final do mangá e enfim acabar com o mangá. Foi feito o último capítulo de Naruto, um mangá que durou 15 anos e 72 volumes e todos nós pensamos “Issaê, agora acabou, não tem mais o que se contar.” até ser revelado que a indústria do entretenimento japonês não ia parar de ordenhar essa vaca de dinheiro e foi anunciado um novo mangá e um novo anime contando a história do filho do Naruto, o Boruto.

BorutoAnnouncement

E bem, deve ter uma galera que se hypeou sim, mas não posso dizer que culpo quem teve uma primeira reação negativa. Tipo, sério? Os caras não vão largar o osso e admitir que a história acabou? E o pior é que nem é mesmo o Masashi Kishimoto que vai escrever o mangá nem o anime de Boruto, então é tipo uma grande fanfic explorando o personagem novo introduzido no epilogo do mangá só pra não parar de ganhar dinheiro. Que coisa mais feia.

CursedChild
Se considerar que Boruto sequer está sendo escrito pelo autor original, Masashi Kishimoto, e meramente autorizado por ele, não preciso falar do que essa jogada de marketing baixa e tentativa de se prender à mina de ouro me lembra.

Pois bem, quando olhamos em seu conceito, Boruto parece a ideia mais desnecessária do mundo. O filho do Naruto sendo um ninja que nem o pai, acompanhado de amigos que são os filhos dos amigos do Naruto e que tem as mesmas personalidades que seus pais…. uma ideia visivelmente feita só pra tentar fazer essa franquia render tanto dinheiro quanto seja fisicamente possível.

BorutoCast
O pior é que na primeira impressão algumas crianças se tornaram cópias perfeitas do que eram os pais. Imitando desde maneirismos e poderes até character design e traços de individualidade (como onde posicionar a bandana, por exemplo).

Pois bem, embora eu não tenha a menor dúvida de que a intenção pra fazer Boruto seja essa, eu fui dar uma conferida no resultado final, e fui surpreendido, pois o que foi entregue foi uma história sólida que em vez de só repetir o original, dialoga com um dos grandes temas da história de Naruto, as relações entre as gerações.

Pois bem. Vamos falar antes de Naruto.

O mangá conta a história de Uzumaki Naruto, um moleque órfão que quando era bebê teve um grande monstro, a Raposa de Nove Caudas, selado dentro dele para proteger a vila onde ele nasceu, a Vila Oculta da Folha. Pois bem, apesar dele ter a raposa dentro dele ter sido literalmente o que salvou a vila, ninguém na vila o vê como herói. Pelo contrário, todos o associavam como um reflexo do monstro que atacou a vila, e por isso todos o odiaram. Naruto foi odiado a infância toda sem saber o por quê, e decidiu que ele ia se tornar um ninja fenomenal para ser respeitado. Que ele ia ser o Hokage, o líder político da vila e o ninja mais respeitado da vila, e aí ninguém mais iria menosprezá-lo. Todos seriam obrigados a reconhecê-lo como um grande ninja.

UzumakiNaruto

Pois é. Em paralelo a jornada de Naruto, a criança mais odiada e considerada com o maior potencial para o mal, de se tornar um grande herói. Acompanhamos também a jornada oposta de Uchiha Sasuke, uma criança admirada como um gênio, herdeiro do clã mais nobre da vila e que todos viam com grande potencial para ser o maior dos Ninjas, e que gradualmente se corrompe para o mal. Obviamente os dois terão que lutar várias vezes.

UchihaSasuke

Pois é. Pois bem, mas por trás de toda a dictomia que é a relação entre Naruto e Sasuke, existe toda uma história de conflitos geracionais, que acaba envolvendo os dois personagens.

Naruto é uma história que se passa em um mundo de ninjas. Ninjas que se vestem de cores extravagantes, usam super-poderes, podem ter corpos não humanos, mas ainda sim, ninjas. E no mundo do mangá um ninja costuma não ser nada além de uma máquina de guerra. Em um mundo onde diversos países possuem vilas secretas para concentrar seu poder militar (ninjas) e essas vilas lutam entre si para manter a soberania militar, um ninja serve meramente pra guerrear e nada mais. E Enquanto os idosos da vila ajudaram a firmar esse conceito e a manter o status-quo, os jovens da vila lutam contra esse conceito e para mudar a lógica que gira aquele mundo.

ConselhoKonoha
Os líderes que impõe uma lógica militarizada na sociedade ninja e que indiretamente são a causa das tragédias pessoais tanto de Naruto quanto de Sasuke são representados pelos dois idosos do fundo, cujos nomes eu mal me recordo, pois eles aparecem sempre juntos.

Na minha sincera opinião, o mangá começa de verdade, no sentido de que a história que realmente importa começa, é no capítulo 33, onde Naruto está no túmulo de Zabuza, o primeiro vilão sério que enfrentou, o primeiro contato que Naruto teve com ninjas de verdade em batalha e um homem que viveu o ciclo do ninja-arma-de-guerra a vida toda, viveu como uma arma de guerra e depois fez dos outros uma arma de guerra, até morrer traído pelo homem que o contratou, cheio de arrependimento por ter mantido o ciclo intacto. O mestre de Naruto, Kakashi, explica que viver esse ciclo é o destino inevitável do ninja, e Naruto jura para seu mestre que não será o caso dele, que ele vai ser um ninja ao próprio estilo, firmando a expressão que se tornará uma das mais marcantes do personagem “esse é o meu caminho do ninja”.

ZabuzaGrave
“Kakashi, esses dois estavam certos quanto ao que é ser um ninja?” “Um ninja não deve seguir os próprios objetivos, ser uma arma para o país é mais importante. No caso da Vila da Folha é a mesma coisa.” “É isso que realmente significa ser um ninja de verdade? Quer saber, eu não gostei disso. Você acredita nisso também?” “Todos os ninjas devem viver lidando com esse fato. Que nem Zabuza e o garoto.” “Ok, então eu decidi! Eu vou ser um ninja do meu próprio jeito!”

O que é testado ao máximo quando ele enfrenta Nagato, o enésimo inimigo de Naruto, e uma das batalhas mais icônicas que ele terá no mangá inteiro. Nagato é uma pessoa que perdeu tudo nas guerras ninjas, e decidiu de vingar do mundo concentrando poder bélico o suficiente para poder obrigar o resto do mundo a entrar em paz. E coube a Naruto, com argumentos mais do que com força, convencer Nagato de que existem outras maneiras de quebrar o ciclo, sem usar a guerra pra forçar a paz.

NarutoNagato

O ciclo do ninja como arma de guerra só pode levar a tragédia. Foi o que levou Itachi a fazer todas as atrocidades que ele fez, sua incapacidade de quebrar o ciclo, sua incapacidade de não ser uma mera arma usada pelos anciões da Vila da Folha, e sua necessidade de manipular e usar Sasuke para conseguir o que ele considerava o bem maior. Isso, misturado ao ciclo da vingança foi o que motivou Sasuke a se corromper em um vilão, não só Sasuke como muitos outros vilões tem sua origem iniciada em um ninja sendo obrigado a fazer atos hediondos pelo país. O vilão Hoshigai Kisame por exemplo, que após ser obrigado a matar vários aliados, com o objetivo de proteger a vila e não deixar segredos de estado vazarem aos inimigos, foi perdoado pelos assassinatos, mas se enojou com toda a mentira que sustenta o sistema de ninjas e preferiu se juntar a uma organização criminosa. O estilo de vida do ninja é uma força de corrupção que faz mesmo os mais nobres ninjas cometerem atos cruéis pra fins de estabelecer superioridade militar e proteger. E esse conceito no fundo é o grande antagonista da série, tanto é que o Óbito e o Madara personificam perfeitamente a lógica do ninja como arma de guerra e a perpetuação dessa mentalidade.

Kisame
Kisame, prestes a matar seus aliados, pelo bem da nação.

Mas enfim. A gente passa o mangá inteiro esperando o Naruto e o Sasuke saírem na porrada. Sério, inteiro mesmo. Eles tem o princípio de uma lutinha no telhado de um prédio, depois tem uma luta de verdade antes do mangá dar seu salto de três anos, e depois não lutam mais. Só ficam prometendo “Uma hora eles vão lutar.” e bem, depois que Naruto derrota o Nagato, um momento definitivo na série, o Naruto era um dos ninjas mais relevantes de sua aldeia e o Sasuke era uma força do mal, então era o destino que eles acabassem lutando. Mas o ponto é, que o objetivo de Sasuke durante um ponto se tornou destruir a vila de Naruto e os idosos da vila, para acabar com o ciclo de guerras que destruiu sua vida e a de seu irmão. Ou seja, enquanto Naruto seguia seu caminho ninja se recusando a ser uma arma-de-guerra, Sasuke viu mais longe e decidiu que ele tinha que destruir esse sistema completamente, eliminando os velhos da vila, que eram quem perpetuavam essa mentalidade.

Então quando finalmente chegou a hora de Naruto e Sasuke acertar as contas, não era uma batalha de bem e do mal, pois quando a batalha enfim chega, Sasuke já havia voltado para o lado do bem, aquilo era sim uma batalha sobre por quais termos a Vila da Folha iria se manter, sobre que ideais eram válidos para o futuro. E que caminho ninja substituiria o caminho pelo qual a vila viveu por séculos.

NarutoSasukeFight
E em uma simbologia praticamente transparente eles tem essa decisão em cima das estátuas dos fundadores da vila, e símbolos enormes da mentalidade ninja predominante.

Não importa se vencedor é Naruto ou Sasuke (até porque empata), pois daquela vitoria sairia um novo Hokage, e desse novo Hokage sairia um novo caminho traçado por um membro da nova geração em oposição a lógica de guerra perpetuada pelos velhos. Sasuke e Naruto ambos representavam uma oposição a geração antiga, e um futuro novo instalado pro uma nova geração.

Agora vamos falar de outro personagem. Nara Shikamaru.

NaraShikamaru

Na vila da folha, os genins são os ninjas de menor ranking que tem, e geralmente são os ninjas pré-adolescentes. Pois bem, no começo do mangá, tínhamos o Naruto e o Sasuke, dos quais já falei, a Sakura, que apesar de ser do trio central, é irrelevante e não tem nada pra se falar sobre ela (desculpem, é a verdade), e mais 12 outros genins que ocasionalmente ganhavam os holofotes e recebiam um desenvolvimento legal e eram cheios de carisma. E bem, esses 12 outros genins, Shikamaru era o mais importante deles.

Konoha11
O que é maravilhosamente representado nessa imagem com Shikamaru centralizado e em primeiro plano.

Ao longo do mangá Shikamaru segue um caminho que é bem interessante se comparar com o caminho que Naruto e Sasuke traçaram. Naruto e Sasuke cresceram para se tornarem o oposto do que os adultos achavam que eles seriam. E desafiaram todas as expectativas que colocaram neles, e cresceram para criar um mundo ninja diferente do que os adultos queriam que fosse criado. Em paralelo a isso podemos ver Shikamaru crescer pra se tornar um adulto normal da vila.

Isso pode ser notado que enquanto Naruto e Sasuke são os únicos genins iniciais que nunca são formalmente promovidos a chunin. Ou seja, os únicos que em nenhum momento se inserem na hierarquia formal da vila, Shikamaru é o único que nós vemos o processo de promoção pra chunin e que efeitos ser promovido e ser inserido na hierarquia formal da vila teve na vida dele (todos os outros 9 foram promovidos offscreen).

NarutoWrittenTest
Durante o exame pra se tornar Chuunin, Naruto surpreende a todos com sua determinação, ao aceitar em determinado momento arriscar poder nunca ser promovido a chunin durante toda sua carreira de ninja, e ele fala que se for o caso ele seria um genin pra sempre e mesmo assim viraria hokage. Ao longo do mangá é exatamente o que ele faz (muito embora não seja por conta do resultado do exame).
ShikamaruChunin
Shikamaru, por outro lado é o único dentre uns 19 personagens nomeados a passar no exame. Permitindo que testemunhemos seu crescimento.

Shikamaru era um moleque preguiçoso e ranzinza. Não queria fazer nada, só queria uma vida normal. Ele não gostava de responsabilidades, mas não fugia delas. Ele era machista, e achava seu pai um fraco, pois casou com uma mulher autoritária e tinha que ficar ouvindo ela gritas com ele. Ele achava seu mestre firmeza, mas se incomodava com os cigarros que seu mestre fumava. Ele não tinha ambições de ser nada relevante só queria ficar de boa e jogar shogi.

Conforme a história passa, Shikamaru vai percebendo que independente do que ele quer, ele tem responsabilidades e precisa ser maduro e aceitá-las e entender o que importa. Ele é o primeiro genin a ser promovido a um cargo de liderança, e se torna indispensável na guerra do fim do mangá, a 4ª Grande Guerra Ninja, durante a qual os adultos oficialmente passam o bastão para os jovens assumirem o posto de principais guerreiros da vila. Quando o mestre de Shikamaru morre, ele começa a fumar como maneira de lidar com o luto. Quando ele se apaixona, é por uma mulher autoritária igualzinha a mãe dele. Quando ele vê a filha de seu mestre nascer, ele entende que é seu papel lutar pela próxima geração e decide ser um grande ninja e assumir uma posição relevante na vila, como conselheiro do hokage. Quando vemos ele se tornou tudo o que ele nunca realmente achou que seria, e fica satisfeito com isso. Em resumo, ele cresceu.

NarutoTurma
Uma coisa importante de se notar no Shikamaru e em Naruto no geral, é que os mangás todos se vestem de maneiras muito únicas que são um reflexo de sua personalidade. As vezes podendo até soar colorido demais pra ninjas, mas ainda sim, são character designs que permitem que eles se destaquem e mostrem ao expectador quem eles são. Por isso a maioria dos 12 genins não adotam o “uniforme oficial” que todos os ninjas mais velhos usam (uma jaqueta verde), pois eles são nosso ponto de identificação e o carisma da série. As duas exceções são o Lee (que reflete em seu visual todas as características, de seu mestre, um ninja mais velho), e o Shikamaru (que se insere perfeitamente na sociedade ninja e se mescla entre os mais velhos). Os demais só vão usar a jaquetinha verde na guerra do final do mangá e só durante o contexto da guerra.

 Tudo isso culmina em Shikamaru tendo um filho que é exatamente como ele era quando criança, sem tirar nem por, idêntico. Ou seja, o ciclo se fechou.

NaraShikadai
Nara Shikadai.

Shikamaru é um exemplo do ciclo em ação não só pra causar dor, mas também pra causar normalidade, é o que acontece com os jovens, Naruto e Sasuke que foram dois estrelinhas, mas o normal é um ninja questionar os mais velhos, mas crescer e ficar que nem eles. É o que rola, e nem todo exemplo de como as crianças ficam iguais os adultos precisam ser trágicos como o Zabuza. Afinal acontece com todo mundo.

ZabuzaHaku
O que não muda o fato de que toda as tragédias do mangá surgem do fato de ninjas serem armas-de-guerra mantendo um ciclo.

Enfim. Ao final Naruto se torna o Hokage. Todos os grandes países do mundo formam uma ONU e fazem um acordão de paz bem firme, onde o Naruto teve influência direta pra isso ocorrer, e ele faz as pazes com todas as bestas selvagens cujo poder era usado pra manter uma corrida armamentista entre os países, e liberta todas. Ele garante paz, e garante uma era estável, tão mas tão boa que no governo do Naruto, o mundo saiu do japão feudal para atingir a modernidade do século XXI.

NarutoHokage
Quero enfatizar para o fato de embora Naruto quando criança tenha crescido em uma sociedade com a tecnologia do japão feudal, após crescer e trazer paz entre os povos, já chegamos na era da internet e temos um computador no escritório do hokage.

Sério, o Naruto na infância tinha pergaminho, e ele adulto tem internet. Saltão da porra.

Enfim, aí ele tem esse filho chamado Boruto. E o lance do Boruto é: ele tem conflitos com o pai.

UzumakiBoruto

Em todos os níveis que uma criança pode ter conflitos com o pai. Boruto sente que Naruto é um pai ausente por ser Hokage, e sente raiva de como isso impacta sua vida e a vida de sua irmã menor. Boruto despreza a função dele como Hokage da vila. Ao mesmo tempo, Naruto não vê nada de si mesmo na maneira como Boruto age ou é um ninja. Ele acha que Boruto perdeu valores de treino e trabalho duro em prol de valores de meninos mimados. Melhor exemplificado na maneira como ele descreve Boruto para Sasuke: “As roupas dele estão sempre limpas.”

SasukeNota
Sasuke debate com Naruto a respeito da nova geração. Naruto estava frustrado, enquanto Sasuke acreditava que no fundo, certos aspectos de um ninja jamais iriam mudar. Sasuke então percebe que ele estava errado quando percebe que Boruto usa uma máquina para fazer um rasengan, na tentativa de impressionar o rival de seu pai.

Por ter crescido em uma era de paz, Boruto cresceu um moleque mimado, ele não tem interesse em se esforçar pra aprender jutsus, usando uma máquina que reproduz jutsus ao invés do próprio chakra. Ele trapaceia no exame chuunin, pois ele não tem interesse real no exame exceto em usá-lo pra ganhar a aprovação do pai. Ele é um fruto da era que Naruto criou, e Naruto se questiona se o filho dele não pode ser um bundão.

Não só isso como na academia onde Boruto se formou pra se tornar genin, tinha esse cara que muito visivelmente lamentava viver uma era de paz e achava que as guerras tinham que voltar, uma opinião muito lógica de sair da boca de alguém que nunca realmente viveu uma guerra.

Iwabee
Ele se chama Yuino Iwabee e repetiu na academia ninja por vários anos por ter dificuldade com as matérias novas que Naruto incluiu na escola (como matemática e coisas de escola normal), apesar de ser excelente em ninjutsu. E ele sabe que se o mundo fosse um mundo de guerras como antes, os talentos dele seriam melhor reconhecidos.

A primeira página de Boruto dá a entender que Boruto terá que ver uma batalha real de ninjas e que a paz que Naruto trouxe é temporária. Mas também dá a entender que nesse processo, o Naruto morrerá também. O que me leva a entender que a jornada de Boruto é a de aprender a valorizar esse mundo que Naruto criou ao mesmo tempo que também é a jornada de ser a própria pessoa e sair da sombra do pai.

BorutovsKawaki
Na sua luta no começo do primeiro capítulo, que é um preview de algum momento futuro no mangá, o inimigo de Boruto afirma que a “Era dos Ninjas acabou”, enquanto Boruto luta pra proteger essa era e o legado do pai. Em um contraste grande com quando chegamos ao tempo presente e vemos um Boruto que meio que caga pras conquistas do pai.

Naruto jurou no túmulo de seu primeiro inimigo, criar um novo caminho pros ninjas que não permita que a vida de mais pessoas siga o mesmo caminho trágico que o de seu oponente. E no final do mangá, uma versão revivida desse oponente pode confirmar que Naruto realmente dedicou sua vida a isso e aprova. Ao final ele consegue realizar seu objetivo pessoal de virar hokage e seu objetivo moral de quebrar o ciclo da guerra e trazer paz e influenciar pessoas a quererem manter essa paz. E agora, é a hora desse novo mundo criado ser julgado e aprovado por uma nova geração que não conheceu o mundo antigo.

Boruto é explicitamente uma tentativa de fazer um sucesso financeiro absoluto a seguir no mercado e se manter como fonte de lucros, mas ainda sim, spin-offs como esses surgem sem a menor pretenção de sequer serem bons, já que a própria marca Naruto é o suficiente pra garantir sucesso de audiência. Por isso é gratificante ver que Boruto genuinamente se esforça em se manter conectado com a narrativa geral da série e não em meramente fazer o mínimo.

BorutoandHokage
O último capítulo de Naruto, que nos introduz o personagem, mas foi feito antes do spin-off realmente começar a ser planejado nos ameaçava fazer um Boruto que era uma réplica exata do Naruto, fazendo a mesmas traquinagens que Naruto fazia quando criança. É bom ver que na hora que tiveram que transformar em uma série, foram em um caminho diferente e menos desgastante.

O mangá superou expectativas se mostrando uma contribuição válida para todo o lore de Naruto, e um epilogo que realmente dialoga com a essência do que foi seu antecessor, o que é mais do que se espera de muito spin-off criado por demandar de mercado. Eu que broxei demais no final de Naruto com a arrastadíssima 4ª Guerra Ninja só posso desejar sucesso pra Boruto no futuro e que em sua reta final eles não tirem vilões aleatórios do nada por não saber acabar o mangá.

 

Anúncios

15 thoughts on “Naruto, Boruto e os conflitos geracionais.

  1. Primeiro Naruto teve 72 volumes e não 74.
    Mas falando do texto Naruto foi o primeiro anime que eu vi em japones e o primeiro Manga que eu li então ele é bem importante na minha vida apesar dos enormes problemas que ele teve no final eu ainda acho que ele é bom Manga no geral ( e a luta do Naruto e do Sasuke foi foda) mas não da pra negar que ele teve um final insatisfatório então eu acho que Boruto é uma tentativa de compensar isso( alem de ganhar dinheiro é claro) o que francamente não é muito difícil já que a decepção com a guerra foi tão grande que qualquer coisa minimamente diferente que sair boa parte dos fans vai tecer mil elogios ( Eu lembro que quando o Gaiden saiu um monte de gente dizia que era uma das melhores coisa feitas com Naruto em anos LOL) e com Boruto não é diferente.
    Sobre a historia eu vi o filme e li metade do Manga( abandonei depois pois não suporto o traço horroroso desse autor) concordo com a maior parte dos seus comentários e até acho que drama familiar interessante mas ainda não consigo muito por Boruto ele sempre me passa a impressão que eu estou lendo um rascunho da obra que eu gosto embora ele tentaram fazer o Boruto ter dramas diferentes do pai a mas a simples copias dos outros personagens me incomoda bastante e eu não consigo ver a historia indo para um lugar que eu goste.
    PS: Eu acho engraçado que as pessoas achem um absurdo Naruto ser um pai ausente e usam o argumento de que ele cresceu sem pais ele deveria saber melhor. Mostra como as pessoas ainda romantizam essa ideia toxica de que o sofrimento cria caráter e que pessoas que são excluídas se tornam pessoas maravilhosas quando na realidade é justamente o contrario.

    Liked by 2 people

    1. Realmemte, Boruto soa meio preguiçoso quando ele basicamente copia e cola os personsgens anteriores. Eu gostaria que ele fosse para um lado mais inédito. Imaginei pra mim Himawari e Sarada como protagonista.

      Pessoal achar um absurdo o Naruto como pai ausente é exagero, porém acho que há um ponto nisso tudo. No caso específico do Naruto, ele cresceu sim sem pais e sozinho, mas ele lidou de forma diferente: ele abriu os braços para as pessoas, formou laços, usou o sofrimento para melhorar. Ele é CASO de que pessoas podem usar o seu sofrimento a fim de serem pessoas melhores. Entretanto há sim um personagem que tornou-se pior com seu sofrimento e solidão, o Sasuke. Ele se fechou para o mundo, formou relações tóxicas e se tornou uma pessoa cada vez pior. Naruto fala justamente da dicotomia de como duas pessoas lidam com sua dor e isolamento. Ilógico e irreal não é, mas pelo menos pra mim isso ignora não exatamente o que Naruto passou, mas como lidou com isso.

      Liked by 1 person

  2. Sempre me perguntei em que época Naruto se passou, pois apesar da sociedade se organizar e funcionar com tecnologias arcaicas do Japão feudal há itens modernos que aparecem em cena, como por exemplo uma geladeira. Na sua opinião, no começo de Naruto quando eles têm por volta dos 13 anos, se fosse para chutar um ano em que a história se passa qual seria?
    À propósito, artigo impecável como sempre!

    Liked by 1 person

  3. Ah cara,como eu amo seus artigos,desde quando eu descobri seu blog eu me viciei nele,serio,eu já vi filmes,temporadas de series inteiras(Arrested Development por exemplo,mas não me arrependi,entrou para meu top 10 de series)só para eu poder ler seus artigos….
    Tipo irmão,adoro suas linguagem nos textos,o jeito de falar,os palavrões(huehuehuehue) e a sua visão diferenciada sobre as coisas analisadas,não querendo da uma de paga pau aqui mas já pagando,eu fico impressionado de como você consegue tirar um bom material de analise,um exemplo disso e Steven Universe e Hora de Aventura,apesar de eu saber que eles eram cartoons diferenciados e que tinham enredo,eu não sabia que eram tão complexos assim,e percebi isso através de você,obrigado…

    Mas porra cara,seus textos demoram demais para serem publicados kkk,tipo,eu sei que você tem uma vida para viver,responsabilidades e também sei que para fazer textos desse calibre se leva tempo mas amigão,será que dava para demorar menos para lançar um texto?tipo,eu mesmo não queria ler esse hoje do Naruto(que apesar de ser uma obra que não vejo mais,eu ainda a acompanho)porque sei que iria demorar ate o próximo texto kkkk..

    Liked by 1 person

    1. Os dois últimos meses foi mais difícil achar tempo pra escrever por motivos de tentar manter o blog ativo junto com o estudos. O ritmo vai continuar meio fraco por mais um mês mais ou menos e aí devo voltar ao ritmo de 3 textos por mês. Eu sempre quis fazer textos semanais, mas sempre foi uma dificuldade não pular algumas semanas.

      Enfim, antes de Abril acabar sai pelo menos mais um, isso é garantido já. Semana que vem tem.

      Gostar

  4. E cara,tipo,não sei se você chegou a pensar nisso,mas seria legal você analisar a ultima temporada de South Park,serio,tem muita coisa interessante que aconteceu nela,eu adoraria ver sua visão sobre os temas mostrados…

    Liked by 1 person

    1. Cara, te contar que já comecei vários textos sobre a 20ª de South Park, mas não sei, não consegui achar um foco sobre o qual falar sobre a temporada. É uma ideia que volta o tempo todo, mas não consegui fazer sair.

      Liked by 1 person

      1. Cara,eu não sou muito bom em analisar,mas se eu fosse realmente apontar o que a temporada mostrou era sobre:as redes sociais e a hipocrisia das pessoas(esta que já foi bastante abordado em temporadas anteriores)..

        Na questão das redes sociais,vai desde o impacto na vida das pessoas como também sobre como ela pode ser usada tanto para levar informação e quanto desinformação,já na questão da hipocrisia,de um lado temos os “hackers” que viviam usando seu tempo para humilhar,xingar e zoar com as pessoas,dando a desculpa de apenas estarem estarem mostrando “o lado negro e hipocritamente da sociedade” como também o lado dos “JSW”(esse faz mais uma ligação com a temporada anterior)onde as pessoas supostamente defendem as minorias e os necessitados mas não por ligarem para esses problemas e pela causas delas mas sim para sentirem bem com elas mesmas,para se enturmarem ou se mostrarem melhor que outros…

        Já das frutinhas,acho que e pela questão do sentimento de nostalgia que esta contaminando as pessoas nos últimos anos,com aquela desculpa que antigamente tudo era melhor,kkkkkk,sei lá…

        Gostar

  5. Uma parada que a vilã final de Naruto me lembrou, foi o fim de FFIX, aquele vilão oculto que nunca foi citado e do nada BAM.
    Aliás, queria saber se você gosta da série Final Fantasy e se pretende escrever sobre enredos de games.

    Liked by 1 person

    1. Tenho o contato mínimo (pra não dizer nulo) com videogames enquanto mídia. Não tenho o hábito de jogar e nunca nem toquei nos títulos mais famosos, incluindo Final Fantasy, por isso eles nunca são temas de textos.

      Dito isso, tenho interesse em jogar Metal Gear Solid, ouvi maravilhas desse jogo. Estou pensando em estratégias para obter um console temporariamente só pra jogar esse jogo.

      Final Fantasy nunca me interessei.

      Gostar

      1. O cara banca o proguessista, mas não quer conhecer jogos de vídeo-game como mídia por puro preconceito. Sim preconceito! Deve achar achar que jogos eletrônicos se resumem apenas a tiros ou ação, não deve conhecer títulos como: Brothers: Tales of Two Sons, Spec ops The Line, Mass Effect, The Walking Dead, Life Strange, etc, que tem histórias maravilhosas e não são apenas entretenimento para “alienados” ou burros como muitos pensam. Mas quem perde é você de conhecer jogos fantásticos por puro preconceito.

        Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s